Gruta e Cachoeira do Itambé, em Altinópolis – SP.

Se tem uma coisa que eu gosto é de cachoeira. Pra mim, é uma das coisas mais lindas da natureza. A água caindo nas pedras, formando uma imagem linda, fora o som, que é tão relaxante.

Pesquisando na internet, encontrei um lugar bem pertinho de Ribeirão Preto, onde eu moro, que tinha uma cachoeira que se pode visitar de graça. Sim! De graça!

Quero dar uma pausa aqui pra registrar um pensamento que eu tenho. Pra quem não sabe, existem muitas cachoeiras por aí, certo? Certo. O que eu descobri há não muito tempo é que a maioria delas está em propriedade particular, portanto, para visitar, o dono das terras pode cobrar de você! Por um lado, isso é bom, porque ajuda a preservar o local, trazendo recursos pra manutenção do lugar. Por outro, acaba com a aventura. Afinal, a cachoeira, que deveria ser um lugar totalmente natural, que você precisa se embrenhar no mato pra encontrar, transforma-se em um mero parque com trilhas prontas, escadas, bares… Enfim, vira um comércio. E a minha ideia de cachoeira não é essa! Eu curto as selvagens, inexploradas, difíceis de chegar.

Bom, tendo dito isso, fica claro o porque da minha alegria ao encontrar uma cachoeira que não tivesse que pagar pra conhecer.

Trata-se da Cachoeira do Itambé, que fica na cidade de Altinópolis – SP. As terras são da prefeitura municipal, por isso, o acesso é público e gratuito. Além da cachoeira, há também uma gruta com uns 28m de altura! Eu tinha que conhecer esse lugar.

Pra chegar lá

O acesso é feito pela vicinal Arlindo Vicentini, sentido Altinópolis-Serrana. É uma rodovia não duplicada, portanto, deve-se tomar cuidado. Principalmente porque muitos caminhões utilizam essa rodovia. São uns 10km de estrada asfaltada e, depois, um trecho de uns 2Km de estrada de terra. O caminho é bem sinalizado e o Waze encontra e te leva pra lá de boa.

Ao chegar nas imediações do lugar, você tem que deixar o carro e seguir por uma trilha a pé. Quando chegamos lá, fomos recebidos por um guarda chamado Carlos. Ele nos deu algumas recomendações e mostrou o caminho que deveríamos seguir. A trilha é bem sinalizada e me pareceu bem segura, mas é bom lembrar que sempre pode haver bichos e buracos escondidos, então, cautela! São uns 10 minutos de caminhada.

Trilha

A gruta

Depois desse percurso, chegamos à Gruta do Itambé. A vista é realmente linda. Fica numa clareira no meio da mata. São 28m de atura e tem ainda uns 350m de galerias pra dentro da caverna. Para conhecer as galerias, só com guia, mas não estávamos interessados nessa parte.

IMG_1544

As rochas que a formam tem uma cor laranja-avermelhada e, pelo que pesquisei são de formação arenítica. Isso quer dizer que se desgastam bem facilmente. Por isso, apesar de ser proibido, as paredes são todas rabiscadas.

IMG_0292

Dentro da gruta foi construído um altar. Isso é devido a uma lenda da região que conta que os moradores encontraram dentro da gruta, uma imagem de Nossa Senhora Aparecida. Eles pegaram a imagem e levaram para a cidade, mas no dia seguinte ela reapareceu dentro da gruta. E assim foi por 3 vezes. A imagem sempre voltava para dentro da gruta. Foi aí que eles resolveram erguer o altar para a santa dentro da gruta. Pelo que ouvi dizer, são realizados até casamentos dentro da caverna naquele altar que foi erguido.

O pequeno altar foi construído aos moldes da igreja matriz da cidade de Altinópolis. Mesmo estilo arquitetônico e mesmas cores.

capela

A cachoeira

Seguindo pela trilha, você vê placas que indicam o caminho até a cachoeira. São mais uns 300m até ela, e você passa por escadarias naturais, pequenas pontes improvisadas e quedinhas d’agua bem pequenas, mas que dão boas fotos. Não demora muito até você começar a ouvir o barulho da água caindo.

Ao chegar lá, você se depara com um paredão de uns 50m e uma queda d’água bem fina que cai sobre um pequeno lago de água bem transparente. A visão é muito bonita e traz uma sensação de calma muito grande.

A água é bem limpa e é permitido nadar, mas já vou avisando que a água é beeem gelada.

IMG_0381

 

O passeio valeu muito a pena e o melhor é que o único “gasto” que tivemos foi os 30 reais de gasolina que colocamos no carro.

Vale muito a pena explorar e conhecer o que tem perto da gente. Tem muita coisa legal pra ver e fazer, basta procurar.

Se você quiser ver esse lugar com um olhar diferente, assista o vídeo que está no nosso canal do YouTube. Aproveite pra se inscrever e clicar no joinha.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s